O anão gigante

Posted by Rune Tephix On 16:15 1 comentários


Início: na cidade dos anões de Keldagrim, leste das minas de Rellekka.

Só membros? Sim.

Dificuldade: intermediária.

Duração: média.

Requisitos: nível 12 em artesanato, 16 em arte do fogo, 33 em magia e 14 em roubo.

Itens necessários: cerca de 3.000 moedas, qualquer tipo de lenha, um carvão mineral, uma barra de ferro, runas para feitiço telecinese (uma do ar e uma da lei), 3 safiras (lapidadas),  uma torta de vermelhora (não é necessária caso a missão "espada do cavaleiro" já tenha sido concluída), outros objetos aleatórios que podem ser obtidos no mercado geral durante a missão.

Inimigos para Derrotar: nenhum.

Para começar fale com o barqueiro dos anões dentro de Keldagrim, acessada a partir da caverna leste da mina de Rellekka, próxima da magnetita.  Após entrar na caverna nordeste de Rellekka, caminhe mais um pouco para o leste e entre na fenda com duas estátuas próximas. Aceite viajar com o barqueiro até Keldagrim, e ocorrerá um breve corte de cena em que o navio colide com uma estátua gigante.

Quando acabar, fale com o comandante Veldaban e ele vai lhe pedir para reconstruir a estátua. Siga para o lado leste de Keldagrim, atravessando a pequena ponte e fale com Blasidar, o escultor, ao sul da loja de Kebab. Ele vai aceitar ajudá-lo caso traga até ele roupas, machado e botas dignas de um rei. Para as roupas você vai precisar de uma lenha qualquer e um pedaço de carvão mineral. Fale com Vermundi no canto sudeste do mercado leste (indicado pelo símbolo de loja de sedas no mapa) e pergunte sobre confecção de roupas do rei.

Ele vai dizer que consegue fazer uma, porém precisa da imagem. Para isso, fale com o bibliotecário na casa próxima da ponte no lado oeste de Keldagrim. Suba a estante no canto nordeste através da escada em frente a mesma para encontrar o livro sobre os trajes de anões. Se você estiver carregando um peso de 30 kg ou mais, não será capaz de subir, portanto nesse caso deposite seus itens no banco próximo a fim de reduzir o peso. 

Vale ressaltar que você precisa falar com o bibliotecário antes ou não será capaz de encontrar o livro. Leve o livro até Vermundi e ele vai pedir uma lenha e um carvão mineral. Você pode minerar o carvão nas rochas a nordeste da cidade e obter a lenha nas árvores mortas do lado de fora da caverna. Quando tiver os itens, use-os na máquina de fiação próxima da parede e então acenda-a com uma caixa de fogo. Feito isso, pague 200 moedas para retirar a roupa e leve-a até o modelo de Blasidar, o escultor.

Para o machado fale com Santiri, na oficina de espadas no canto noroeste de Keldagrim. Ele vai falar sobre um machado danificado que sua família guardou, diga que você consegue repará-lo e Santiri lhe entregará o artefato. Use três safiras lapidadas com o machado para reparar seu cabo, agora Santiri comentará sobre a lâmina danificada do machado, e irá sugerir falar com o bibliotecário Hugi. Siga até a biblioteca a leste de Santiri e consulte sobre o anão Imcando.

Se você ainda não tiver concluído a missão "espada do cavaleiro", fale com Reldo na biblioteca de Varrock para aprender mais. Nesse caso é obrigatório falar com Hugi e com Reldo antes de ir procurar o anão Thurgo, ou do contrário não será possível continuar com a missão. Após os diálogos pertinentes teleporte para a magnetita do Porto Sarim (ou caminhe para o sul a partir de Faladore) e siga para o sul até a casa de Thurgo próxima da Ponta Traiçoeira.

Entregue a torta de vermelhora para Thurgo (novamente, apenas se não tiver concluído a missão "espada do cavaleiro") e peça-lhe para reparar o machado, tendo uma barra de ferro consigo. A casa dele é demarcada por um símbolo de uma bigorna no mapa, e está logo ao sul do Porto Sarim e sudeste de Rimmington. Apenas entregue a torta para ele depois de perguntar se ele é de fato um anão Imcando, ou do contrário de nada adiantará. Não tente soltar o machado e pegá-lo novamente, pois você não será capaz de pegá-lo de volta do chão e precisará falar com Thurgo e reparar mais uma vez o machado com três safiras e uma barra de ferro.

Aceite a proposta de Thurgo para voltar até Keldagrim ou volte através da magnetita de Fremennik. Entregue o machado para o escultor e depois vá até o símbolo de uma bigorna no mapa no canto sudoeste de Keldagrim e fale com Saro sobre as botas. Ele vai dizer que as vendeu para outro anão. Sabendo disso, fale com Drumond em sua casa ao norte do banco. Quando terminar, pegue ligeiramente a bota esquerda no lado da porta sem ele ver. Se a mensagem "você não precisa disto" aparecer, tenta falar com Drumond e com Saro mais uma vez para corrigir o problema.

Saia da casa e ande ao redor da mesma até ficar de frente para a janela da parede norte, e use o feitiço 'telecinese' na bota direita para pegá-la. Entregue o par de botas para o escultor Blasidar e ele vai dizer que só fará a estátua até o pescoço, como a face depende da concordância dos membros do consórcio, como cada empresa tem um diretor diferente. Você precisará fazer um acordo entre as empresas e, para isso, terá que se juntar a uma delas e impressionar o diretor da mesma.

Entre no mercado de Keldagrim e suba as escadas para chegar no consórcio, então escolha uma das empresas e fale com o respectivo secretário para se juntar a ela. Nem todas aceitarão seu pedido, mas você pode se juntar, por exemplo, à empresa das Rodas dentadas prateadas, cujo secretário fica na sala ligeiramente ao norte das escadas da parte sudeste do mercado de Keldagrim, o que facilita a viagem até o Mercado Geral pela sua localização.

O secretário escolhido vai lhe pedir para trazer uma quantia de minérios aleatórios cinco vezes, faça corretamente para ter acesso ao diretor. Você pode usar os vagonetes da parte sudeste de Keldagrim para viajar até o Mercado Geral, sempre entre no vagonete mais a frente no trilho, para poder sair. Após fazer as compras no M.G, simplesmente entre pelo alçapão oeste da primeira bancada para voltar a Keldagrim. Você precisa levar os minérios soltos até o secretário, ou seja, minérios em notas não serão aceitos.

Após cumprir as cinco tarefas, você poderá falar com o diretor. Faça isso e ele lhe passará mais duas tarefas, porém agora você terá que trazer barras até ele ao invés de minérios. Repita o processo de compras no Mercado Geral para o máximo de eficiência. Tente não recusar muitas tarefas do diretor, senão ele não vai mais querer falar com você e será preciso realizar mais tarefas para o secretário. Depois de realizar as tarefas para o diretor, peça para fazer parte da empresa, depois diga que Blasidar te enviou e que você o apoiará.

Aceite ser voluntário na próxima reunião dos diretores do Consórcio e você receberá uma mensagem para falar com Veldaban a fim de prosseguir à reunião. O comandante pode ser encontrado na sede da guarda a oeste do banco de Keldagrim. Ocorrerá um corte de cena divertido, em que você apoia o seu diretor e recebe algumas anotações da reunião, bem como a sua recompensa. Parabéns, missão completa. Você pode pular o último corte de cena clicando no chão durante a reunião.

Recompensas: 2 pontos de missão, 2.500 de experiência em artesanato, mineração e metalurgia, 1.500 de experiência em arte do fogo, magia e roubo, duas vale-chaves, capacidade de ganhar dinheiro trabalhando para a empresa escolhida, capacidade de usar os vagonetes para viajar de um ponto ao outro, acesso a algumas lápides para membros que duram mais que as gratuitas (pagando uma taxa para Blasidar, o escultor).

Categories:

1 Response for the "O anão gigante"

Postar um comentário