O festival de socos e repolhos é o evento de Páscoa de 2014, assim como um mini jogo permanente para usuários pagantes e gratuitos. Nele, o deus repolho Brassica Prime e a deusa macaco Marimbo se desafiam em um concurso no antigo acampamento de Saradomin, em Lumbridge; Holstein, dos Descrentes também faz aparição com uma terceira facção, no caso, buscando interromper o concurso. 

O mini jogo disponibilizado no evento permanecerá por tempo indefinido, porém certas recompensas só estarão disponíveis durante a Páscoa. De certa forma, este evento também é considerado como o terceiro Mundial dos Deuses, com a rivalidade entre Brassica Prime e Marimbo. O objetivo é sobreviver a uma masmorra cheia de armadilhas e gorilas, recolhendo o máximo de recursos que puder durante as ondas.

Jogadores podem iniciar o evento falando com Brassica Prime, Marimbo, Holstein, ou com o Intendente, no antigo acampamento de Saradomin ao norte da cratera de Lumbridge, clicando com botão direito do mouse e selecionando "unir-se a facção". Diferentemente dos outros eventos dos deuses, neste é possível comprar os itens de todas as facções independente da qual escolher.

A atividade em si começa apenas quando uma quantidade suficiente de pessoas entra na "sala de espera" passando pela barreira no centro da área. Não é possível entrar lá com objetos, sejam equipados ou guardados no inventário (nem com familiar de evocação). Os pontos de renome obtidos, além de ajudar sua facção na pontuação total, também permite comprar diferentes recompensas exclusivas.

O mini jogo funciona da seguinte forma: em cada rodada, os jogadores têm 1 minuto e 10 segundos para chegar do outro lado do labirinto na arena do festival. No entanto, eles devem evitar os perigos e acumular o máximo de pontos possíveis durante a travessia. Uma vez que todos os jogadores ultrapassam o labirinto, o temporizador caí para 11 segundos para a próxima onda.

Os que não chegarem do outro lado a tempo são transformados em gorilas, assim como os que morrem na arena. O jogo termina quando todos se transformam em gorilas ou após a décima rodada. Para ganhar pontos, é preciso recolher troféus de repolho minerando rochas com repolho, coletando ervas e arbustos de repolho ou matando servos macacos, que soltam repolhos.

Todos os jogadores que recolherem recursos ao mesmo tempo receberão os respectivos troféus, que além de fornecer pontos também recarregam parte da vida. Matando um gorila é possível receber quatro troféus de uma só vez, porém fazer isso é relativamente difícil. Com relação ao servo macaco, um único soco já garante a recepção de um troféu uma vez que ele for morto.

Quando um jogador se torna gorila, por morrer na arena ou não chegar a tempo na zona segura, ele pode socar outros jogadores humanoides e montar armadilhas em recursos de coleta. Cada humano morto concede 2 pontos para todos os jogadores gorilas, cada armadilha montada também resulta em 2 pontos, e caso essa armadilha seja acionada por algum jogador, resultará em mais um ponto para quem montou. Apenas uma armadilha pode ser montada por rodada (para cada gorila).

Jogadores transformados em gorilas não sofrem danos da barreira de fogo nem do caldeirão de repolhos. Eles também não podem entrar na área segura, mas podem pegar repolhos troféus deixados no chão por outros jogadores. Apesar de todas as "vantagens", gorilas são facilmente deixados para trás por humanos, por serem desengonçados e terem pouca energia de corrida.

Existem vários perigos no labirinto: os guardas gorilas (nem todos são jogadores, alguns já são adicionados na rodada); servos macacos (não são agressivos, mas podem causar dano quando são atacados); barricada de madeira (evita a passagem de uma sala para outra do labirinto, dificultando na caminhada e, principalmente, na fuga).

Barreiras de fogo (são ativadas aleatoriamente e podem demorar para se desativarem, são localizadas entre todas as salas do labirinto e um jato de fogo menor surge como aviso que a barreira de fogo será ativada; ela pode causar até 750 pontos vitais de dano); caldeirão de repolho (lança repolhos que podem causar até 300 pontos vitais de dano, tendo alcance de toda a sala em que se encontra).

A pontuação funciona da seguinte forma: coletando recursos, matando jogadores e montando armadilhas serão concedidos 2 pontos por vez. Sobreviver a rodadas permite receber pontos relativos ao número alcançado, por exemplo, sobreviver a oitava onda resultará em oito pontos extras (gorilas não receberão, apenas sobreviventes). Ao finalizar a décima onda, todos os jogadores recebem 10 pontos, humanos e gorilas.

Há recursos passivos e ativos que jogadores humanos e gorilas podem ativar para facilitar na fuga ou captura do oponente. Só é possível ter um recurso passivo e dois ativos durante o mini jogo. Eles podem ser alterados e comprados facilmente negociando com o Intendente. No decorrer do evento, mais recursos serão disponibilizados na loja para serem trocados por pontos de renome.

Tem, por exemplo, o recurso que permite passar pelas paredes de fogo sem sofrer danos durante 5 segundos; também tem o que permite atordoar um guarda gorila por 5 segundos a cada 2 minutos, assim como existe o que permite atordoar humanos por 4 segundos a cada 3 minutos. Como passivo, tem o de receber menos dano de todas as fontes e também o de causar mais danos em guardas gorilas.

As recompensas são trocadas por pontos de renome, sendo que os primeiros 600 pontos do dia são dobrados. Jogadores gratuitos ganham apenas 66% da taxa normal de renome. Só é possível acumular até 4.000 pontos de renome por vez, e estes podem ser trocados falando com o intendente. Há vários benefícios úteis para o mini jogo, para o treino de habilidades e para a estética.

As capas de Marimbo, de Brassica Prime e dos Descrentes só serão disponibilizadas na loja durante o evento de Páscoa, sendo que cada uma custa 1.100 pontos de renome. Ao sobreviver 40 rodadas (não precisa ser de forma seguida), o jogador também desbloqueará uma nova ação durante o evento. As recompensas que permanecerão são as que ajudam no mini jogo e nas habilidades.

É possível comprar experiência em Extermínio, Agricultura e Mineração com pontos de renome, assim como os itens exclusivos: sementicida (transforma sementes soltas em EXP de Agricultura), ficha de extermínio (fornece a opção de duas diferentes tarefas por atribuição), bomba de canteiro (coleta instantaneamente o fruto totalmente crescido de um canteiro e o converte em nota empilhável).

Enigma do Luto - Parte II

Posted by Rune Tephix On 20:01 0 comentários

Início: fale com Arianwyn em Lletya.

Só membros? Sim.

Dificuldade: mestre.

Duração: longa (cerca de 3 horas).

Missão necessária: Enigma do Luto I.

Recomendações: 43+ em oração e 70+ em agilidade.

Itens necessários: cinzel (no inventário), corda, roupa completa de lamentador.

Itens recomendados: talismã da morte, tortas de verão, alimentos, poções do devoto, equipamento leve (como roupa de monge), livro de algum deus, arma com bônus de oração (como maça dragônica e foice de prata), chave santa.

Inimigos para Derrotar: nenhum, porém há sombras agressivas de nível 136 no templo.

Para começar a missão fale com Arianwyn em Lletya, você pode chegar lá rapidamente pelo cristal de teleporte (recebido ao matar elfos e encantado por Eluned após a missão Enigma do Luto I ou Prisioneiro de Glouphrie). Uma vez feito isso pegue a roupa completa de lamentador e siga para Ardonha Ocidental (a roupa pode ser recuperada matando um lamentador na passagem de Arandar).

Siga para Ardonha Ocidental, a cidade da "praga". Entre no quartel dos lamentadores a norte da passagem principal da cidade; para isso, você vai precisar equipar a roupa completa de lamentador e nada mais além disso. Quando entrar, siga para oeste e desça pelo alçapão do lado de uma escada. Entre na sala sul do andar subterrâneo e fale com o lamentador chefe.

Ele vai lhe entregar uma chave nova, que pode ser recuperada vasculhando a escrivaninha do lado do chefe caso seja perdida. Você terá que encontrar a equipe de escavação dos lamentadores; passe pela porta oeste para entrar nos túneis e depois corra para o sul, passando por feras sombrias agressivas; continue caminhando para oeste até chegar na entrada de um templo, desencadeando também um corte de cena.

Vasculhe os corpos para obter um diário e um circulo cromático. Você poderá observar várias sombras de nível 136 com 100 pontos vitais cada; elas são fracas mas incomodam bastante, podendo causar danos de 300+ pontos vitais. Por causa disso, recomenda-se usar oração antiatrito ou então combater as sombras ao invés de esquivar-se delas. Por serem fracas contra magia de ar, recomenda-se equipar um cajado polipórico com seu feitiço padrão.

Entre no templo da luz e pegue uma lasca do cristal negro, no último andar. Para isso, siga oeste a partir da entrada e suba a escada; em seguida, vá para o sul e suba a escada na parede (possuem a mesma cor, podendo confundir). Depois disso, siga para o norte e desça a escada. Vá até o próximo conjunto de escadas e caminhe para o leste, depois para sul até o cristal. Use um cinzel sobre o cristal e em seguida fale com Arianwyn em Lletya, mostrando-lhe o fragmento.

Ele vai chamar Eluned. Fale com ela para ter a lasca de cristal encantada e depois fale novamente com Arianwyn. A partir daqui o enigma começa de fato. Será preciso ter 18 espaços disponíveis no inventário para esta parte, e caso os itens obtidos sejam perdidos, será possível recuperá-los no coletor de cristais, excluindo a necessidade de retornar às arcas de onde foram tirados.

Se você pretende concluir o resto da missão sem voltar ao banco, lembre-se de trazer o cristal encantado, a roupa de lamentador completa, um talismã ou tiara da morte, uma corda, alimentos e poções do devoto (oração). Volte para o templo da luz através da base dos lamentadores e então suba a escada para o andar superior, indo para leste até o coletor de cristais em seguida. Puxe a alavanca e recolha o cristal amarelo e quatro espelhos de mão.

Você precisará abrir a porta azul com um feixe de luz amarela e o pilar do lado do coletor de cristais possui um feixe de luz que flui a partir dele. Uma dica útil é evocar um pássaro do terror espiritual ao chegar no templo, trazendo também pergaminhos especiais de "fuga incansável", de modo a recarregar a energia de corrida sempre que necessário. Um anel do explorador também é útil nesse sentido.

Coloque um dos espelhos no pilar próximo do coletor e reflita a luz para o norte. Caminhe para o norte até o próximo pilar, adicione um espelho nele e reflita a luz para o oeste. Siga para o oeste, adicione um espelho no outro pilar e reflita a luz para o sul. Vá para o sul até o próximo pilar e use o cristal amarelo nele. Continue caminhando para o sul e coloque um espelho no pilar, refletindo a luz para leste.

Passe pelo suporte da parede (é provável que você necessite de muitas tentativas). Em caso de falha você cairá no andar térreo, e terá de subir novamente a escada para tentar mais uma vez. Uma sugestão é tentar atravessar sem estar sendo atacado por uma sombra, pois isso aumenta a chance de dar certo. Jogadores com nível inferior a 65 de agilidade têm a tendência de ter maiores dificuldades em atravessar os suportes. A aura passo firme não funciona nesse caso.

Ter a energia de corrida totalmente carregada também facilita na passagem, assim como uma roupa leve e o impulso temporário fornecido pela torta de verão. Passe pela "porta" azul e abra a arca para receber dois espelhos e um cristal ciano. Volte para o coletor de cristais e puxe novamente a alavanca, coletando todos os itens disponíveis (cinco no total). Você deve ter dois cristais e seis espelhos agora.

Se você não conseguir os itens ao puxar a alavanca, desça e suba a escada para resolver o problema. Coloque um espelho no pilar próximo e reflita a luz para o norte. Caminhe para o norte e coloque um espelho no pilar, refletindo a luz para oeste. Vá para oeste e use o cristal amarelo no pilar. Continue indo para oeste, adicione o espelho no outro pilar e direcione a luz para o norte. Siga para o norte, adicione o espelho no pilar e direcione a luz para leste. Corra para leste e adicione o cristal ciano no pilar. Continue leste e passe pela porta magenta, abrindo a arca para receber mais espelhos.

Retorne ao coletor de cristais e puxe a alavanca, coletando todos os itens (dez). Adicione um espelho no pilar próximo da alavanca e reflita a luz para o norte. Siga para o norte e use um espelho no pilar, direcionando a luz para baixo. Desça a escada para o andar térreo e você observará um feixe de luz descendo para o pilar norte da escada. Coloque um espelho nele e reflita a luz para oeste.

Caminhe na direção oeste até o próximo pilar e use um espelho nele, direcionando o feixe de luz para o buraco na parede norte. Percorra o caminho ao redor do pilar que você usou o espelho e então use outro espelho no pilar ao norte (do outro lado da parede) e direcione a luz para cima. Suba a escada para o andar superior e encontre o pilar cuja luz flui para cima, próximo de uma escada que leva para o último andar, no lado norte do templo. Use o cristal amarelo neste pilar.

Suba a escada do lado do pilar para o último andar e coloque um espelho no pilar mais próximo para que este reflita a luz para o oeste. O feixe vai passar por um pilar que reflete uma luz magenta criando uma luz vermelha. Desça a escada e vá para o sul até chegar na parede, subindo a escada em seguida. Então siga para o norte o máximo que puder, e faça todo o caminho para o canto noroeste. Coloque um espelho no pilar para refletir a luz ao sul.

Siga o feixe para o canto sudoeste e adicione um espelho no pilar, refletindo a luz para o andar de baixo. Volte na escada que te trouxe para este andar e desça-a. Caminhe alguns passos para oeste e então alguns passos para o norte, atingindo uma sala circular sem saída, acessada através de uma parede baixa. Passe por essa parede e use a corda na rocha do lado de um grande buraco que existe na sala. Desça e vá para sudoeste, passando pela porta e abrindo a arca para receber um cristal azul.

Caso esteja com poucos alimentos ou poções, teleporte para Ardonha e faça um reabastecimento. Em seguida, volte para o templo e suba a escada. Não remova os espelhos dos seus respectivos pilares, ou seja, não se aproxime do coletor de cristais e nem puxe a alavanca, ou terás de refazer os últimos passos citados. Vá até o pilar que foi introduzido o cristal amarelo (no lado norte do andar central) e remova-o, colocando o cristal ciano no lugar.

Isso fará com que o pilar do último andar reflita a luz a oeste, como antes, porém dessa vez uma luz azul estará indo para oeste. Corra para o sul e quando chegar na parede, suba a escada; então corra para o norte até poder seguir ao máximo para noroeste. Gire o espelho deste pilar de modo a refletir a luz para baixo. Vá para o andar térreo, descendo pela escada sul e posteriormente a escada próxima do coletor de cristais.

No canto noroeste, passe pela porta amarela, gire o espelho para o sul e passe pela porta. Siga para o sul e então para o leste, então abra a arca para pegar mais dois espelhos e o primeiro cristal fraturado. Agora você precisará abrir duas portas, uma nova amarela e uma nova magenta. Vá até o coletor de cristais e puxe a alavanca, coletando todos os 14 itens. Abra a porta azul novamente. Para isso, coloque um dos espelhos no pilar próximo do coletor e reflita a luz para o norte. 

Caminhe para o norte até o próximo pilar, adicione um espelho nele e reflita a luz para o oeste. Siga para o oeste, adicione um espelho no outro pilar e reflita a luz para o sul. Vá para o sul até o próximo pilar e use o cristal amarelo nele. Continue caminhando para o sul e coloque um espelho no pilar, refletindo a luz para leste. Passe pelo suporte da parede. Use o cristal azul no pilar do interior após passar pela porta, e depois volte passando pelo suporte mais uma vez.

Uma vez que tiver passado pelo suporte, remova o espelho do pilar que reflete a luz para a suporte e para porta azul e depois caminhe para o norte e remova o cristal amarelo do pilar. Não usar o coletor de cristais para isso. Agora você não precisará mais passar pelo obstáculo de agilidade do suporte da parede, podendo assim ir buscar uma armadura pesada, caso queira. De onde você pegou o cristal amarelo, vá para o próximo pilar norte e gire o espelho de modo a refletir a luz para cima.

Caminhe até o fim sul do andar, suba a escada e siga para o norte até o pilar próximo do cristal negro. Adicione um espelho nele e reflita luz para o sul. Corra para o próximo pilar sul e adicione seu cristal fraturado nele, fazendo com que o feixe de luz seja dividido em quatro partes. Um deles será usado para abrir a porta magenta e outro para abrir a porta amarela.

A partir do cristal fraturado, siga para oeste até o próximo pilar. Adicione um espelho e reflita a luz para baixo. Desça para o andar térreo e encontre o pilar com feixe de luz (sudoeste da escada). Você vai notar que um cristal verde tornou a luz verde clara; adicione um espelho no pilar e reflita a luz para o sul. Vá para o sul, adicione um espelho no pilar e reflita o feixe para leste. Isso abrirá a porta magenta, mas não a amarela.

Suba novamente para o último andar, e a partir do cristal fraturado siga o feixe de luz para o sul. Adicione um espelho e reflita o feixe para o leste. Vá para o leste e depois para o canto sudeste. Adicione um espelho no pilar e reflita a luz para baixo. Siga para o canto sudeste do andar térreo; passe pela porta magenta e, em seguida, adicione um espelho no pilar de dentro. Reflita a luz azul para o norte e passe pela porta amarela. Abra a arca para receber mais espelhos e um segundo cristal fraturado.

Agora você precisará abrir uma porta ciano e uma preta. Comece indo no coletor de cristais e puxando a alavanca, recebendo todos os itens. Coloque um espelho no pilar próximo e reflita luz para o norte. Vá para o norte até o próximo pilar e adicione um espelho, refletindo a luz para baixo. Desça a escada para o andar térreo; siga para o norte e adicione um espelho no pilar com o feixe de luz; reflita a luz para oeste. Vá para oeste até o próximo pilar e adicione o cristal fraturado nele.

Caso não funcione, remova o cristal e adicione o outro cristal fraturado. Vá para o próximo pilar ao sul e adicione outro cristal fraturado, de modo a dividir o feixe. Agora você precisará obter um feixe vermelho, um feixe azul e um feixe verde apontando para a coluna da sala final. Isso formará um novo feixe claro que permitirá a passagem pela porta preta.

A partir do segundo cristal fraturado, caminhe para oeste, adicione um espelho no pilar e reflita a luz para cima. Isso fará com que a luz passe pelo cristal verde. Suba para o último andar através da escada da parede sul do andar superior. Diretamente ao norte da escada há um pilar, vá para o pilar oeste do pilar norte (com um feixe verde) e adicione um espelho, refletindo para oeste. A luz, então, acabará refletindo a última sala.

Para o feixe azul, a partir do segundo cristal fraturado caminhe para o leste. Adicione um espelho no pilar e reflita a luz para cima. Suba para o último andar e encontre o pilar com feixe de luz (sul do cristal negro) e adicione um espelho, refletindo a luz para oeste. Siga o feixe de luz ao pilar, adicione um espelho e reflita para norte. Continue seguindo o feixe, adicione um espelho no pilar e reflita a luz para oeste. Vá para oeste até o próximo pilar, adicione o cristal azul, fazendo com que o feixe azul reflita na última sala.

Para o feixe vermelho, a partir do primeiro cristal fraturado siga todo caminho norte. Adicione um espelho no pilar e reflita a luz para cima. Suba para o andar superior (penúltimo) e encontre o pilar com feixe de luz, adicionando nele o cristal amarelo. Suba a escada (do lado do pilar com cristal amarelo) para o último andar. Adicione um espelho no pilar e reflita luz para oeste. O feixe se tornará vermelho.

Volte para o penúltimo andar, corra para o extremo sul e suba a escada na parede. Faça seu caminho para o canto noroeste do último andar; adicione um espelho no pilar e reflita a luz para o sul. Vá para o sul até o próximo pilar e adicione um espelho, refletindo o feixe para leste. Caminhe para leste e veja a luz vermelha atingindo a porta ciano do andar debaixo. Desça pelo conjunto de escadas um pouco a leste até chegar na porta ciano.

Gire o espelho para o último pilar para mesclá-lo com mais dois feixes, apontando para a porta negra. Passe pela porta para desencadear um corte de cena. Lembre-se de apontar o feixe novamente para a porta ciano, ou do contrário terá de refazer todo esse último enigma afim de alcançar o altar da morte (a não ser que opte por usar o abismo ou o atalho da passagem subterrânea para alcançá-lo).

É necessário apontar o feixe para a porta ciano por causa da próxima missão "Luz Interior", continuação da série da praga e dos elfos. Fale com o anão Thorgel e ele lhe dará uma lista com 50 itens, que se levados até ele serão trocados por um talismã da morte. Recomenda-se ignorar tal lista e comprar o talismã diretamente no Mercado geral.

Entre no altar da morte pelo método que preferir, em seguida, use o cristal encantado por Eluned no altar da morte em si. Utilize este cristal brilhante no cristal negro localizado no último andar do templo, reparando assim as defesas do lugar. Volte para Lletya e fale com Arianwyn para finalizar a missão. Provavelmente você ficará com um cristal ciano sobrando no inventário, destrua-o se quiser, como ele não pode ser depositado no banco.

Recompensas: 2 pontos de missão, 20.000 de experiência em Agilidade, adorno de cristal (usado na missão Luz interior), acesso ao altar da morte (inclusive pelo abismo), acesso às feras sombrias, 2 vale-chaves.

Runescape Mouse Pointer